Estado acaba com pagamento parcelado dos servidores e anuncia novo banco pagador

Depois de cinco anos e meio recebendo os salários de forma parcelada, finalmente os servidores do Poder Executivo de Minas Gerais voltarão a ter os seus vencimentos depositados integralmente no quinto dia útil de cada mês. O anúncio, que mereceu toda pompa e circunstância da era digital, foi feito pelo governador Romeu Zema em vídeo divulgado nas redes sociais. O pagamento integral será feito a partir do salário depositado em agosto, referente à folha de julho.

Além disso, Zema anunciou que, nos próximos cinco anos, o Banco Itaú será o responsável pelo pagamento dos servidores, o que hoje é feito pelo Banco do Brasil. A instituição paulistana venceu a disputa aberta pelo Estado, oferecendo R$ 2,42 bilhões, 18% a mais do lance mínimo de R$ 2,052 bilhões exigido para concretizar o negócio. Não foi informado, entretanto, quando esta mudança será, de fato, realizada.